Áreas da medicina e suas funções: descubra o que você precisa saber antes de iniciar a graduação



Quem opta por atuar como médico se depara com as infinitas possibilidades das áreas da medicina e suas funções. Com quase 40 especialidades em que o aluno pode se aprofundar, às vezes, é comum que haja confusão sobre a forma de atuação de cada uma. Além disso, ainda há quem confunda as funções desempenhadas em outras áreas com as da medicina.

Existem algumas áreas da medicina nas quais é mais fácil reconhecer as funções, como cardiologistas e pediatras. Entretanto você saberia diferenciar o trabalho de um psiquiatra e o de um psicólogo? E o de um nutrólogo para um nutricionista? São essas diferenças entre as áreas da medicina e suas funções que você vai descobrir agora.

image

Principais áreas da medicina e suas funções: como diferenciar?

Para começar, diferença básica na maioria desses casos está na formação acadêmica. Para se tornar um psiquiatra, a pessoa precisa, necessariamente, frequentar uma faculdade de medicina. O curso costuma durar cerca de seis anos e, após a conclusão, o aluno deve fazer mais dois ou três anos de residência em psiquiatria. No caso do psicólogo, a pessoa também precisa de formação acadêmica, mas o diploma vem da faculdade de psicologia. Confira abaixo uma breve explicação que vai ajudá-lo a diferenciar as áreas da medicina e suas funções em paralelo a outras profissões.

image

Diferenças na atuação das principais áreas da medicina e suas funções: Psicologia e Psiquiatria

Em termos clínicos, o profissional que atua como psiquiatra foca na identificação da desordem mental que assola o paciente. Feito o diagnóstico, o psiquiatra é habilitado a dar início ao tratamento através de medicamentos. Já o psicólogo trabalha sem tentar criar um diagnóstico, mas buscando reconhecer as causas subjacentes que podem ter motivado o distúrbio mental do paciente.

Ambas as áreas e suas funções são importantes para a saúde mental das pessoas, complementando-se. Em alguns casos, é indicado que haja um tratamento envolvendo as duas linhas, em que o paciente faz psicoterapia com o psicólogo e tratamento com medicamentos por meio do psiquiatra.

Nesse segmento, ainda existe uma terceira área da saúde mental que causa confusão em relação à sua definição: a psicanálise. O psicanalista busca a cura mental através da alma, analisando emoções e ações com o propósito de trazer o inconsciente para o consciente. Essa linha de atuação é baseada no método criado por Sigmund Freud.

Nesse caso, qual a diferença entre o psicólogo e o psicanalista, visto que ambos buscam a cura através da mente? A básica diferença é que, para se tornar um psicanalista, você não precisa de formação acadêmica, mas de um curso técnico.

PSIQUIATRIA

PSICOLOGIA

- Encontros periódicos para ajuste da medicação;

- Encontros semanais com duração fixa;

- Utilização de medicamentos para tratar os sintomas;

- Diálogo acolhedor, com intimidade emocional;

- Busca a redução dos sintomas a curto e a médio prazos;

- Busca a causa do distúrbio mental em um tratamento em longo prazo;

-Estuda as causas e os efeitos;

- Estimula o autoconhecimento do paciente e seu bem-estar;

- Ajuda no fortalecimento da mente e do corpo;

- Ajuda no fortalecimento emocional;

- Tratamento com duração curta que busca solucionar o problema de imediato.

- Tratamento prolongado que busca a melhora global.

Diferenças na atuação das principais áreas da medicina e suas funções: Nutrologia e Nutrição

Apesar de ambas as áreas estarem atreladas à melhora do processo alimentar do paciente, um nutricionista exerce funções diferentes das desempenhadas por um nutrólogo. Para começar, um nutrólogo é formado em medicina, com especialização em nutrição. Esse profissional é o responsável por diagnosticar doenças e distúrbios alimentares, receitando remédios para o tratamento do indivíduo.

O nutricionista, por outro lado, possui formação acadêmica em nutrição. Diferentemente de outras áreas da medicina, sua função é verificar os nutrientes de cada paciente, mais focado na melhora através da alimentação.  Os nutricionistas são essenciais para ajudar a criar bons hábitos alimentares. Assim como em outras áreas, a nutrição e a nutrologia podem ser combinadas para melhores resultados dos pacientes.

NUTROLOGIA

NUTRIÇÃO

- Trata distúrbios alimentares através de dietas e medicamentos;

- Orienta o paciente e prescreve dietas;

- Utiliza exames para avaliar a quantidade de nutrientes no organismo;

- Focado no metabolismo de cada indivíduo, auxilia na alimentação e na nutrição;

- Responsável por indicar a nutrição endovenosa para pacientes hospitalizados;

- Indica cardápios e tipos de refeições;

- Indica a quantidade correta de proteínas ou vitaminas para o corpo humano.

- Ajuda no controle de qualidade dos produtos e no preparo dos alimentos.

Conhecer um pouco mais sobre as áreas da medicina e suas funções pode ajudar muito na hora de escolher sua especialidade.  Além disso, agora, o dia a dia de um profissional da medicina também já pode ser sentido desde a graduação. Quer saber como? Clique aqui e assista ao nosso vídeo.

image